“Automatestando”: A importância de automatizar testes de software

Espalhe a palavra!
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Quando se trata de qualidade, todos os métodos para alcançá-la são válidos.

Nos testes de software, existem diversas maneiras e ferramentas que proporcionam o aumento da qualidade no produto final.

O caminho para alcançar a máxima qualidade no software pode ser reduzido e facilitado com o uso de ferramentas para automação de testes.

O que é teste funcional?

São testes realizados de acordo com a funcionalidade correspondente.

São testados os comportamentos da ferramenta dentre todos os cenários existentes de acordo com o resultado esperado a fim de contemplar todas as partes que podem apresentar falhas no presente momento e também futuramente.

E por que automatizar os testes?

A importância da automatização dos testes está diretamente relacionada com a qualidade do produto final.

A execução de todos os testes funcionais antes da entrega garante a menor incidência de erros no pós entrega.

Existem diversas ferramentas que possibilitam executar o teste funcional, alguma delas são:

1. Selenium

Selenium é um plugin (extensão) do navegador Mozilla Firefox, utilizado principalmente para automatizar navegadores (ou mais precisamente aplicações web) visando minimizar e encontrar por meio de casos de testes onde estão os principais índices de falhas e, consequentemente, corrigir os bugs.

O selenium pode ser comparado com um debugger, já que assim como um debugger, é possível definir “pontos de pausa” nos testes.

Vantagens do Selenium

  • Criar scripts para auxiliar na execução de testes exploratórios;
  • Interface amigável;
  • Total interação com o navegador Firefox;
  • Permite gravar e reproduzir os testes sempre que for preciso, poupando tempo para criar os scripts;
  • Permite gerar código em linguagens diferentes;
  • Muitas funcionalidades que facilitam a automatização dos testes;

Desvantagens do Selenium

  • É um pouco limitado com relação a testes mais profundos;
  • É desejável que saiba programar ao menos o básico para poder compreender por completo suas funcionalidades;

Aplicações do Selenium

O selenium é um plugin bem versátil e pode ser aplicado em muitos casos de testes funcionais, voltado para aplicações web.

Caso 1 – Acesso ao e-mail

Neste caso, no modo tabela, foi inserido no script o link de acesso ao e-mail no campo “Open”, o endereço do e-mail que deve ser passado no campo “Type” e “Valor “ respectivamente e a senha esperada no campo “Type” e “Valor”.

Também foram inseridas algumas pausas para que não sejam executadas de forma muito rápida.

Informamos também que após essa execução deverá ocorrer um erro pois a senha está incorreta.

Ao término da execução deste caso de teste o resultado foi positivo pois ocorreu um erro.

No modo código fonte é exibido dessa forma sendo possível visualizar o código, editar e utilizá-lo em outro caso de teste.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

2. Imacros

Plugin existente nos navegadores Firefox e Chrome. O Imacros é utilizado para preenchimento de formulários e para rodar scripts de forma repetitiva.

Vantagens:

  • Ferramenta gratuita, basta apenas acessar a área de extensões do navegador e baixar;
  • Grava automaticamente os scripts gerados ao executar os passos para reprodução da funcionalidade;
  • Permite salvar os macros na própria máquina e tira screenshots das telas desejadas;

Desvantagens:

  • Não são todos os tipos de casos de testes que podem ser executados com o plugin;

Plugin do Imacros na barra de ferramentas do navegador.

Principais funcionalidades do Imacros:

Na aba Rec, botão para gravação dos passos para execução da funcionalidade que resulta na geração do script.

 

 

Na aba Play, botão para rodar o script gravado.

 

Exemplo de aplicação do Imacros no login em uma conta de e-mail:

O script insere a url do site no navegador, o endereço de e-mail e a senha em seus respectivos campos e efetua o login.

Tela para inserção de login.

 

 

Tela para inserção de senha.

 

 

Login efetuado com sucesso exibe a caixa de entrada.

 

Automação de teste em API’s

Quando se deseja melhorar o desempenho da equipe e acelerar o processo de desenvolvimento sem perder a qualidade, uma possível saída é adotar o procedimento de automação de testes nas API’s.

O que é isso?

Automatizar os testes em API’s é fazer com que as diversas circunstâncias que os métodos de uma API possam enfrentar durante sua execução sejam previstas e tratadas de maneira automática, de forma a detectar rapidamente problemas presentes nesses métodos, facilitando a correção.

Como isso é possível?

Existem aplicativos que podem auxiliar no processo de automação de testes. Dentre eles, destaca-se o SoapUI da Smartbear.

O SoapUI é uma ferramenta muito versátil que possibilita a execução de requests em métodos da API e, também, a comparação dos retornos em JSON desses métodos com resultados esperados previamente especificados ou até mesmo resultados de buscas em bancos de dados.

É possível montar seus próprios casos de teste, especificando cada passo a ser tomado durante a execução dos mesmos.

Uma vantagem muito interessante do SoapUI é o fato de ser possível executar remotamente os testes via Jenkins.

Uma desvantagem do SoapUI é que existem funcionalidades que são exclusivas para a versão paga do software.


No teste de regressão

Essas ferramentas também auxiliam nos testes de regressão.

Mas, o que é um teste de regressão?

Teste de regressão é o teste feito na funcionalidade completa após a correção de um bug para verificar se o que foi implementado não interferiu em outras partes do sistema.

Quando se utiliza as ferramentas como apoio nos testes de regressão, é diminuído o tempo gasto para criar rotinas de testes, pois é possível salvar os scripts de testes e executá-los quando necessário.

 

Concluindo

O uso dessas ferramentas é essencial e pode ajudar muito, porém não substitui a atenção e os cuidados humanos com o software. Afinal, os casos de testes dependem da elaboração feita por analistas. 

É importante lembrar também, que isso não exclui totalmente o surgimento de problemas, mas é uma forma recomendável de reduzir suas ocorrências.

 

Referências para o artigo:

http://www.seleniumhq.org/

https://addons.mozilla.org/pt-br/firefox/addon/imacros-for-firefox/

https://www.soapui.org/

 

Time NeoAssist

Este artigo foi escrito pelo trio: Pedro Silva, Jamaira Dias e Ana Laura Brito.

 

Caso tenha interesse em fazer parte da nossa equipe, temos algumas vagas abertas esperando por você.

E claro, continue acompanhando nosso BlogTech para estar por dentro dos principais assuntos do ramo de Tecnologia.


Deixar Um Comentário

Quer receber mais conteúdos brilhantes?