Como a tecnologia está conectando ambientes, dispositivos e pessoas no ambiente da saúde?

Espalhe a palavra!
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Como a tecnologia pode impactar o setor da saúde? Diversas inovações em diversos setores foram feitas e surtiram o efeito que era esperado da tecnologia, mas um setor que ainda não surtiu efeito, ao menos aos olhos dos pacientes, foi o setor da saúde. Pensando nessa problemática, a NeoAssist, junto com a Sensorweb, produziu um conteúdo trazendo um conceito novo no setor da saúde: o hospital conectado. Para acessar o conteúdo, clique aqui.


hospital conectado

Neste material você vai ver:

  • Definindo o hospital conectado

  • Qual é o conceito de hospital conectado?

  • Quais os benefícios de um hospital conectado?

  • Como o paciente se encaixa nesse contexto

  • O paciente e a demanda por uma experiência mais completa

  • Os desafio dos administradores e engenheiros clínicos na implementação de novas soluções


Um hospital é como um grande organismo vivo, complexo e que lida com um alto volume de dados, incluindo informações críticas e confidenciais dos pacientes. Ou seja, é considerado um ambiente desafiador para se trabalhar com dispositivos sem fios conectados a internet e – ou não – integrado a sistemas em nuvem.

O desafio que os profissionais da saúde, as engenharias clínicas e os líderes desses hospitais enxergam é de equilibrar toda a inovação tecnológica e a conectividade dessas informações com os regulatórios de segurança do paciente (RDC 36) que a ANVISA tem publicado. É nesse entremeio provocante que o conceito Hospital Conectado tem sido apresentado nos dois últimos anos em grandes congressos e feiras como uma solução eficaz, praticamente, um divisor de águas para os hospitais.

Qual é o conceito de Hospital Conectado?

É uma visão de um hospital totalmente integrado, onde dispositivos sem fio e sistemas tecnológicos permitem que todos os profissionais envolvidos em um hospital transitem por todo o hospital sem a perda de informações, proporcionando o monitoramento preciso e oportuno de ambientes, insumos, materiais e, principalmente, dos usuários.

Nessa integração, a equipe de saúde ganha agilidade e eficácia para atender os pacientes com a qualidade necessária, deixando as tarefas administrativas e estruturais por conta das tecnologias.

No conceito de Hospital Conectado, a centralização de dados que um Hospital Conectado pode obter auxilia diretamente na equipe, tanto a administrativa quanto a de saúde, pois podem monitorar diversos pacientes, insumos, equipamentos, etc, remotamente de uma estação principal, recebendo alertas e observando dados capturados a cada segundo.

Como o paciente se encaixa nesse contexto

As soluções de tecnologia em processos industriais são muitas e estão em uma crescente constante. A capacidade que as máquinas têm para monitorar, analisar, predizer e automatizar os negócios em tempo real forçou as empresas a pensarem em formas para diminuir os erros, otimizar processos, aumentar a produtividade e reduzir o tempo perdido, bem como economizar recursos e etc.

Com o avanço tecnológico, com a grande quantidade de informação digitalizada e novas estratégias para inovar em diversos segmentos, nasceu então uma lógica de produção que visa conciliar a tecnologia com a inteligência no processamento de dados. Homens e máquinas trabalhando conjuntamente em um processo que busca maximizar a produção com um custo mais baixo.

A IMS Research estima que, em 2020, existirão cerca de 22 bilhões de sistemas embarcados e outros dispositivos portáteis conectados à internet que produzirão mais de 2,5 quintilhões de bytes de dados novos todos os dias. Segundo a Gartner, entre 2014 e 2015, houve um aumento de 30% no uso de aparelhos inteligentes, alcançando 4,9 milhões de dispositivos conectados no período, esse número deve chegar a 25 bilhões em 2020.

A contribuição na área da saúde

Na área de saúde, a contribuição é gigantesca, tendo em vista que o conceito não só engloba a conexão de dados em tempo real, mas também a análise e a reação com base no entendimento dos dados capturados. Por exemplo, é possível que o médico acompanhe os pacientes e até receite remédios com base nas informações coletadas a partir de monitores acoplados.

Também é possível monitorar medicamentos, localizar arquivos ou movimentar pacientes no hospital apenas com o uso do código de barras. Em modos genéricos, a tecnologia permite que os processos sejam facilitados, atuando no aprimoramento da relação entre instituição de saúde e paciente.

Saiba mais

Conheça esses temas e mais muitos outros no material sobre os Hospitais Conectados. Saiba como a tecnologia está conectando ambientes, dispositivos e pessoas no ambiente da saúde.


 

Leave A Comment

Quer receber mais conteúdos brilhantes?